Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Paulo Marques saberfazer.fazersaber

Estes e outros textos do autor, sobre temas de fiscalidade, em: www.facebook.com/paulomarques.saberfazer.fazersaber

Paulo Marques saberfazer.fazersaber

Estes e outros textos do autor, sobre temas de fiscalidade, em: www.facebook.com/paulomarques.saberfazer.fazersaber

REFRESH AIMI

REFRESH AIMI

Agora que começaram a chegar as liquidações, importa particularmente relembrar:

 

— “O AIMI incide sobre valor dos prédios urbanos HABITACIONAIS e dos TERRENOS PARA CONSTRUÇÃO, estando excluídos os prédios urbanos classificados como «comerciais, industriais ou para serviços» e «outros».”

 

— “Tratando-se de prédios sujeitos a AIMI pertencentes a pessoas singulares ou integrantes de heranças indivisas, o imposto incidirá somente sobre o valor global que exceda os 600.000 €.”

 

A contrário, todos os imóveis sujeitos a AIMI pertencentes a pessoas não referidas no parágrafo anterior ficam sujeitos ao imposto, qualquer que seja o seu valor patrimonial.

 

Para mais detalhes, consulte o nosso artigo desenvolvido publicado em dois de março de 2017:

http://paulomarques-saberfazer-fazersaber.blogs.sapo.pt/adicional-ao-imposto-municipal-sobre-4221

 

Paulo Marques, 2017-08-03

#PGfiscalidadeENB

www.facebook.com/paulomarques.saberfazer.fazersaber/posts/1888323121421074

Taxas AIMI (SF).jpg

 

O Mini MBA em Fiscalidade da Escola de Negócios agora é Pós Graduação em Fiscalidade! Com a mesma qualidade! Com o mesmo empenho!

https://youtu.be/s-hwucTaDjE